Navegador por categoria

Destaque

Quarto compartilhado (menina + menino)

novembro 9, 2017

Com o surgimento de apartamentos cada vez menores e o crescimento da família, está cada vez mais comum que os irmãos (menino e menina) tenham que dividir quartos.

E quando surge esta necessidade os pais ficam cheios de dúvidas de como decorar o quarto para que atenda as necessidades dos irmãos de sexo diferente e até  idades diferentes, por isso hoje vamos mostrar algumas inspirações e dicas de como deixar o quarto dos seus filhos o mais aconchegante possível.

Dicas:

  • Quanto menor o quarto opte por móveis planejados para que se possa aproveitar o espaço.
  • Opte por uma base neutra nas paredes ( branco, cinza…) e utilize os acessórios como roupas de cama, almofadas, adesivos na parede, quadros, nichos e etc.. para dar a personalidade do quarto.
  • Evite pintar cada lado de uma cor isto faz com que o quarto pareça menor.

Soninho do bebê: Como acontece?

outubro 31, 2017

Os bebês também sonham! Sonham mais do que imaginamos! Também passam por fases de sono leve e sono profundo, assim como os adultos!

Os bebês necessitam de mais horas de sono por dia, e cada ciclo de sono dura cerca de 50 a 60 minutos até os 3 meses, quando o ciclo passa a ser de mais ou menos 1 hora e meia, como nos adultos.

Adultos e bebês normalmente têm, em média, cinco ciclos de sono por noite, nos quais é na etapa chama REM (rapid eye movement, ou movimento rápido dos olhos) em que geralmente acontecem os sonhos!

A fase REM do bebê é considerada a fase ativa do sono, sono leve, na qual despertam mais facilmente, apresentam movimentos rápidos dos olhos, movimentos corporais e até vocalizações.  Lembrem-se: é nesta fase que eles podem estar tendo lindos sonhos! O bebê aprende de forma intensa diariamente. O cérebro do bebê é como uma esponjinha, absorve muitas informações, o tempo todo! Eles têm mesmo muito que sonhar…

Já na fase do sono tranquilo, o bebê parece mais calmo, está numa fase de sono profundo, sendo mais difícil ser despertado.

Bom, o ciclo de sono do bebê é mais simples, e se repete várias vezes por noite. Por isso o bebê pode despertar várias vezes e logo voltar a dormir.

Conforme o bebê cresce vai se adaptando a blocos de sono maiores e se aproximando a um ciclo de sono mais parecido com o do adulto. Cada bebê tem um tempo para estabelecer uma rotina de sono, e isso depende bastante da rotina da família.

O sono é uma necessidade vital, e assim como hábitos alimentares, é preciso direcionar o bebê desde o nascimento a ter bons hábitos de sono.

Decoração minimalista e atemporal: Estilo Escandinavo

outubro 24, 2017

A decoração no estilo escandinavo virou tendência devido a sua simplicidade, praticidade e seu minimalismo.

É um estilo aconchegante, que possui uma atmosfera despojada ,acolhedora e ao mesmo tempo sofisticada, composta basicamente por formas simples, cores neutras, espaços claros e amplos e linhas retas. Uma mistura de funcionalidade e sofisticação e do tradicional com o contemporâneo.

Origem:
Atribuído ao desenhista Carlo Larsson, o estilo tem origens na Dinamarca, na Suécia, Noruega e na Finlândia e surgiu no início do século XX e traz peças e materiais de artesanato dessas regiões europeias.

Inspire-se com algumas referências:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMO AJUDAR NA AMAMENTAÇÃO

outubro 19, 2017

 A gente não se cansa de falar sobre a importância do aleitamento materno para a saúde da mãe e, principalmente, do bebê. Esse ato de amor ultrapassa os benefícios do contato mãe e filho e influencia diretamente na saúde do pequeno, fortalecendo a imunidade, combatendo a anemia e reduzindo consideravelmente as taxas de mortalidade infantil.

Mas para que a amamentação aconteça de forma saudável é preciso ressaltar alguns aspectos que beneficiam o aleitamento e os que deve ser evitado ao longo da amamentação.

Vamos lá!

A mamãe saudável produz mais leite.

A boa alimentação é essencial para que o leite transmita ao bebê os nutrientes necessários. São eles que auxiliaram no fortalecimento das defesas imunológicas do bebê, prevenindo infecções e preparando-o para o mundo externo. Por isso, a dieta da mamãe deve ser equilibrada, com aproximadamente 2500 calorias/dia, rica em ferro, cálcio e proteínas. A ingestão de aproximadamente 2000ml de água por dia, também é essencial para a mamãe e para o bebê!

O leite da mãe pode ser rico em vitamina D

A suplementação de vitamina D deve ser iniciada na gestação pela mãe e continuar inclusive e principalmente na fase da amamentação. O Ministério da Saúde criou a portaria N° 451 que inclui a vitamina nas diretrizes terapêuticas essenciais para o desenvolvimento do bebê e criança, alertando para o uso de 400 UI /dia desde o primeiro mês e até a adolescência, para evitar o raquitismo. De acordo com pesquisadores a suplementação materna diária com doses adequadas de vitamina D3 é saudável e uma alternativa para a suplementação direta de bebês que amamentam.

Evite o álcool e consuma café com moderação

Além de boa alimentação e suplementação de vitaminas, a mãe deve evitar bebidas alcoólicas e consumir café com moderação. Em excesso, o álcool altera o sabor do leite e o café afeta o sono do bebê. Também fique atenta aos alimentos, como: amendoim, castanhas e frutos do mar, que podem causar/ desenvolver alergia nos pequenos.

Os benefícios para as mamães que amamentam são inúmeros!

A amamentação não é benéfica só para o bebê, ela também traz inúmeros benefícios às mamães. Com o aleitamento há redução na incidência de câncer de mama, ovário, útero, osteoporose, doenças cardíacas e diabetes e ainda ajuda na recuperação do peso adquirido durante a gestação.

Agora mamães, vamos seguir essas dicas que podem ajudar durante a amamentação!

Tendência : Espelho Adnet na decoração

setembro 13, 2017

Ultimamente tenho visto em diversos perfis do Instagram e Pinterest salas, quartos, banheiros e etc… decorados  com um espelho redondo pendurado por um tipo de cinto, este espelho foi criado em 1946 pelo designer, arquiteto e decorador modernista francês Jacques Adnet, esta peça foi inspirada no trabalho que ele fazia para a marca Hermès.

O espelho original atualmente é vendido pela Gubi e é uma peça com valor bastante alto, mas você encontra inspirações mais acessíveis pela internet a fora.

Algumas Inspirações:

 

Por que o bebê está chorando?!

setembro 5, 2017

O choro dos bebês, muitas vezes, deixam os pais enlouquecidos! Isso porque pode ser muito difícil saber o motivo pelo qual o bebê está chorando. Até aprender a falar ou comunicar algumas coisas através de mímicas, a única forma que o bebê tem se se expressar é através do choro. É a única forma dele dizer que está com fome, com sono, com dor, com fralda suja, cansado ou irritado. O choro pode ser forte, estridente ou apenas um resmungo. E cada um desses choros pode ter um significado diferente e indicar a melhor forma de resolver a solicitação do bebê.

Existem algumas dicas para reconhecer a “mensagem” que o bebê tenta passar com cada choro, mas com o tempo os pais começam a se entender melhor com o bebê e reconhecem essas “mensagens” com mais facilidade. É preciso ter muita calma e paciência para não perder o controle.

FOME – antes de chorar pra valer o bebê costuma dar sinais de que está com fome, sugando a mão ou os dedos, e abrindo e fechando as mãos. Normalmente o choro começa curto e ritmado, e vai se intensificando.

CANSAÇO – você já deve ter ouvido falar que o bebê luta conta o sono, e isso acaba causando um choro irritado, nervoso, com pálpebras vermelhas e inchadas.

CÓLICA – O choro que responde à cólica parece inconsolável, alto, intenso, agudo e prolongado, deixa o bebê irritado, inquieto e desconfortável.

DENTINHOS – quando os dentinhos começam a nascer, entre 7 e 12 meses, o bebê fica rabugento e resmunga bastante. Durante o choro devido ao desconforto do nascimento dos dentes o bebê leva bastante as mãos na boca e saliva mais.

CARÊNCIA ou INSEGURANÇA – o bebê expressa sua vontade de ganhar um “mimo” através de um chorinho bem manhoso. Use e abuse dos colinhos.

DOR – quando o bebê sente um desconforto ou dor ele normalmente leva a mão ao local da dor, e o choro pode variar de um resmungo, um incômodo até um choro alto e intenso, a depender da percepção de dor de cada bebê e do motivo que esta gerando a dor.

DESCONFORTO – pode ser por calor, frio, algo incomodando como etiqueta de roupinhas, posição ruim no berço ou carrinho. É um choro irritado acompanhado de movimentos corporais diversos.

MANHA – é um choro irritado e, às vezes, exagerado. Aos 9 meses o bebê já é esperto o suficiente para saber que ele manda a “mensagem” através do choro e que os adultos são capazes de entender e atender suas solicitações. Assim, ele aprende que ele pode usar o choro também para conseguir coisas que não precisam ser comunicadas com choro. Um exemplo: você retira algo da mão do bebê que não é adequado para ele brincar, ele chora, e você devolve. Assim, ele vai sempre solicitar as coisas pelo choro, e não vai desenvolver as habilidades de se comunicar de outras formas para desejos controláveis.

SUSTO – é comum o bebê se assustar com atitudes bruscas, barulhos repentinos e altos, por exemplo. Normalmente o choro vem acompanhado de um salto ou tremor, e é um choro intenso ou magoado.

FRALDA SUJA – o bebê se contorce e fica irritado. O choro pode se um resmungo, ou um choro forte se a pele estiver com assadura devido ao contato com fezes e urina.

E aí, vamos decifrar os bebês?!

Casamento rústico Ciele e Thomé

setembro 1, 2017

neste encontro não existe mais o eu

Passa a existir o nós”  Encontro-Oficina G3

Tudo começou com uma amizade, mas com o tempo as coisas acabaram “meio estranhas entre eles”- segundo a noiva Ciele e quando eles perceberam já era amor! Começaram a namorar e depois de um tempo decidiram se casar!

A noiva muito talentosa nos procurou cheia de ideias e itens feitos a mão por ela (centros de mesa, guardanapos, garrafinhas…) nós do Studio Realejo executamos a decoração simples, mas cheia de detalhes DIY e o projeto floral rústico e alegre como os noivos são.

E apesar de previsão de chuva, o entardecer daquele dia foi incrível.

Venha se inspirar com este lindo casamento .

 

 

Fotografia Tati Matias

Amamentar à noite… pra quê?!

agosto 25, 2017

Uma das principais preocupações colocadas na cabeça das futuras e recém-mamães é a respeito das mamadas noturnas. Muitas escutam: “Aproveita para dormir agora, porque quando bebê nascer, acabou!”. Isso parece muito assustador! Mas quando a mãe entende a importância das mamadas noturnas, é possível ser mais paciente com esta fase que traz tantas recompensas a curto e longo prazo ao bebê e à mãe. Vocês vão entender o porquê!

Digamos que as mamadas noturnas significam “acordar agora para dormir bem depois”. A melatonina é o hormônio que regula o nosso sono. Em bebês, este hormônio pode ser produzido de forma irregular, e o bebê pode trocar o dia pela noite, por exemplo. Este hormônio é produzido quando estamos no escuro, e liberado quando fechamos os olhos. E sabe onde encontramos mais melatonina? No leite materno! Principalmente nas mamadas noturnas! Assim, a amamentação a noite supre esta deficiência, ajuda a induzir o sono do bebê e a desenvolver o ciclo de sono dele. O bebê que mama no peito acorda mais para mamar do que aqueles alimentados artificialmente, isso porque a digestão do leite materno é muito mais rápida, e eles acordam mesmo porque estão com fome! Mas em contrapartida, a qualidade do sono do bebê que mama no peito é muito melhor pela presença da melatonina passada a través do leite materno.

Outro hormônio importante para a amamentação é a prolactina, responsável por estimular a produção de leite. As pesquisas tem mostrado que a produção da prolactina também é maior à noite, ou seja, amamentar a noite “mostra” para o organismo que é preciso produzir mais leite para alimentar o bebê, quanto mais você amamenta (ou retira o leite), mais leite você vai produzir. Mães que não amamentam a noite (oferecem fórmula infantil nas mamadas da noite, por exemplo) tendem a ter a produção láctea diminuída e correm o risco de não conseguir suprir as necessidades do bebê.

Já que estamos falando de hormônio, não podemos esquecer o hormônio do crescimento, o GH, que na infância é liberado principalmente durante o sono.

Além de tudo isso, e especialmente sobre a liberação da melatonina, o leite materno noturno também é rico em outras substâncias indutoras do sono e estimuladoras do sistema nervoso central do bebê, como o triptofano. Ou seja, mamar a noite também significa oferecer ao bebê subsídios para um melhor crescimento e desenvolvimento neurológico.

Não que seja fácil acordar às 3h da manhã para amamentar o bebê, mas agora você consegue perceber que tudo isso é parte fundamental para a adaptação, crescimento e desenvolvimento do seu bebê? E o quanto seu leite da noite é especial e único?

E acreditem, apesar de parecer ter benefícios (importantíssimos) apenas para o bebê, estudos têm revelado benefícios para as mães que amamentam a noite também, como diminuição do risco de depressão pós-parto, manutenção natural da produção láctea e, no saldo final, mães que amamentam a noite tem mais horas de sono do que mães que alimentam os bebês com fórmula!

E em longo prazo, estudos tem mostrado também que bebês que mamam à noite podem ter menos risco de distúrbios de humor, previne obesidade na vida adulta e reduz os riscos de desenvolver Alzheimer.

Somado a estes efeitos fisiológicos, é importante saber que o bebê precisa aprender a sua rotina diária, e ter uma rotina é extremamente importante para o bebê desde os primeiros dias de vida. Um bebê sem rotina significa uma criança, um adolescente e um adulto com dificuldade em ter rotina. Crie um “ritual do sono” para o seu bebê. À noite, faça brincadeiras menos agitadas, faça uma leitura, conte histórias ou apenas converse com o bebê! Ouça uma música tranquila e mantenha as luzes baixas na casa. Assim, você vai ajudar o seu bebê a “treinar” o ciclo de sono dele. Outra dica importante: durante as sonecas do dia, deixe a casa funcionando normalmente, com os ruídos e iluminação rotineira; à noite, diminua os ruídos e deixe o ambiente escuro (o máximo possível) para dormir, assim ele vai entender que durante o dia ele tira “sonecas”, e a noite, ele dorme de verdade! Isso também auxilia muito no desenvolvimento do ciclo de sono do bebê e impede que ele troque o dia pela noite.

 

Decoração e boas energias!

agosto 16, 2017

DIY-Tutorial fonte de água

Semana passada falamos sobre como o Feng Shui pode te ajudar na decoração de casa a neutralizar as energias da sua casa, e uma das recomendações de “Curas do Feng Shui” é utilizar objetos em movimento como fontes de água  para melhor circular os fluidos do bem e desviar as vibrações negativas.

O som de água corrente nos trás harmonia e tranquilidade, além de refrescar e umidificar o ar.

Por isso hoje vamos mostrar um passo-a-passo de uma Fonte de água.

Materiais

  • 1 Cuba de PVC, cerâmica, plástico resistente, etc
  • Bomba para aquário
  • Pedrinhas para aquário ou pedras e cristais de tamanhos diversos
  • Pedaços de bambu
  • Plantas ornamentais
  • Mangueira de nível

 

Picos de crescimento dos bebês

agosto 11, 2017

Em algum momento você achou que o seu bebê estava mamando mais que o normal, ou cresceu de repente, mudou inclusive a fisionomia de uma semana para a outra? Pois bem, você não estava errada, isso realmente aconteceu.

Quando o bebê nasce tudo se torna totalmente estranho, novo, são cheiros, formas, luzes, fome, dor, sono, frio, calor, milhões de sensações e sentimentos novos que ele não sentia no útero materno, que ele ainda não compreende.

Cada mês de vida do bebê muitas mudanças ocorrem e são aparentemente visíveis. Os bebês mudam a sua aparência física, a cor dos olhos, a cor dos cabelos e também descobrem coisas novas, começam a focar seus olhos em um objeto, começam a sorrir, a pegar os objetos com as mãos, cada mês é uma novidade.

Essas mudanças e habilidades não são adquiridas gradativamente, dia após dia e sim adquiridas em picos. Por exemplo, uma coisa que acontece com todos os bebês e que demonstra esse crescimento são as roupas do bebê. Você já reparou que simplesmente de uma semana para a outra as roupas deixam de servir? O crescimento e o aprendizado dos bebês têm esses períodos de aceleração, momentos de grande “explosão” e outros de desaceleração, por isso são chamados de Picos de crescimento.

Durante os picos de Crescimento os bebês sentem uma necessidade maior de mamar, eles precisam de mais alimento e nutrientes, pois é exatamente nesses períodos que os bebês crescem e engordam mais.

A produção de leite da mãe acompanha esse ritmo e como nesses períodos os bebês acabam precisando de mais leite, eles necessitam mamar mais vezes para conseguir suprir toda a sua necessidade.

É importante alimentar os bebês sempre que eles solicitarem durante as crises, pois é uma questão de necessidade e não de fugir da rotina. Aliás, a amamentação em livre demanda é indicada em qualquer momento.

Nos picos de crescimento o bebê fica mais agitado, acorda várias vezes a noite desejando mamar a cada hora e muitas vezes sugando com mais força.

É fundamental os pais estarem cientes de que essa fase vai chegar, e que para alguns bebês será mais difícil que para outros, mas acontece com todos e não significa que a mãe está produzindo menos leite, na verdade é o bebê que esta sentindo mais necessidade de alimento para crescer. O ideal é deixar ele mamar o quanto ele quiser, de hora em hora, várias vezes a noite, assim, a produção de leite aumentará de acordo com a necessidade dele.

Não é uma fase fácil de passar, pois é muito cansativa,  mas logo tudo volta ao normal. Cuidado para não cometer alguns erros comuns, como o de introduzir fórmulas infantis desnecessariamente, por achar que o fato do bebê mamar mais, com maior frequência  e mais vigor está sendo causado pela falta de leite.  Converse sempre com o pediatra do seu filho e não se desespere!

Mas afinal, quando isso pode acontecer com o meu bebê e por quanto tempo vai durar?

Geralmente uma semana, mas cada bebê tem necessidades diferentes e esse tempo pode variar. De qualquer forma não são períodos longos, alguns picos duram 2 dias, outros 7, outros 10.

O quadro abaixo mostra quando isso pode acontecer com o seu bebê, mas devemos lembrar que pode variar de um bebê para o outro.

 

 

Picos de crescimento

 

7-10 dias

2-3 semanas

4-6 semanas

3 meses

4 meses

6 meses

9 meses

BabyCoach