Navegador por categoria

Casamento

Casamento rústico Ciele e Thomé

setembro 1, 2017

neste encontro não existe mais o eu

Passa a existir o nós”  Encontro-Oficina G3

Tudo começou com uma amizade, mas com o tempo as coisas acabaram “meio estranhas entre eles”- segundo a noiva Ciele e quando eles perceberam já era amor! Começaram a namorar e depois de um tempo decidiram se casar!

A noiva muito talentosa nos procurou cheia de ideias e itens feitos a mão por ela (centros de mesa, guardanapos, garrafinhas…) nós do Studio Realejo executamos a decoração simples, mas cheia de detalhes DIY e o projeto floral rústico e alegre como os noivos são.

E apesar de previsão de chuva, o entardecer daquele dia foi incrível.

Venha se inspirar com este lindo casamento .

 

 

Fotografia Tati Matias

O Consumismo Exagerado no Casamento

agosto 7, 2017

Falar de casar é muito bom! Organizar uma festa de casamento é melhor ainda!
Mas temos que nos atentar a compulsão exacerbada dos noivos na hora de organizar a festa do casamento.

Esse é o momento que vocês mais importante na vida de um casal, é onde vocês de fato vão começar a se conhecer, onde vão aprender a lidar com escolhas e dinheiro juntos. Veja, não é nada preocupante, basta que vocês tenham sensatez nas escolhas e prezem pela qualidade ao mesmo tempo que saibam controlar a reserva financeira que existe para sua festa!
É, mas ai que está o problema: CONTROLE. Controle é algo que muitas vezes perdemos no momento da organização do casamento… é comum os casos que a lista de convidados estava em 150 pessoas, de repente virou 300; o teto da decoração era X, mas não contavam com a cobertura do gramado porque o mês era chuvoso; o valor da banda era X mas esqueceram de contar com o gerador… etc

Na hora de preparar o casamento consumimos mais que planejamos, primeiro pela inexperiência, e segundo pela ideia ilusória de que quanto mais melhor.
Se seu orçamento é alto, você tem mais tranquilidade para escolher o que terá no seu casamento. Mas se seu teto não for muito alto, então terá que fazer escolhas. E aqui vão algumas dicas na hora de definir o que seu casamento terá:
>É o que se espera de um casamento?
>É muito importante para meu noivo e eu?
>Vai eternizar nosso momento?
>O custo benefício vale a pena?

O que todos querem ver em um casamento são os noivos! Estejam na pista, dancem, vocês quem vão animar seus convidados.
Mas, pode economizar com aquele laser que só serve para machucar os olhos dos convidados, incomodar idosos e crianças. Uma boa iluminação deixa sua festa clean, fina, e ajuda a economizar. Aproveite e economize também com a máquina de fumaça, ou máquina de “estragar as fotos”, esse tempo já passou, o excesso de fumaça só serve mesmo para seus convidados tossirem e as fotos ficarem esbranquiçadas e por vezes, perder imagens que seriam lindas no seu álbum. E você pode economizar também com as plaquinhas, já que o assunto é cortar gastos, as plaquinhas até são legais, mas se precisa economizar, com certeza corta-las não seria uma grande perda!

Ouvimos bastante sobre o mini wedding, (meu preferido aliás), e como ele está ganhando corpo no Brasil. Acho um estilo de casamento muito assertivo. Se você puder, claro, se estiver dentro da sua realidade familiar e pessoal, opte por casar assim, com menos convidados, mais intensidade, mais singularidade, mais intimidade… obvio, isso não é uma regra ou tendência, é só uma opção fina, intimista e elegante para pessoas com facilidade em reduzir a lista de convidados.

Mas se você tem aquela família enorme, um monte de amigos e pessoas importantes e realmente não se encaixa no mini wedding, não peque no essencial para ter também o trivial.

Sirva bem, um bom buffet, (e veja que disse um bom buffet e não um buffet cheio de opções que não fazem parte da sua realidade), e vejam ainda que com isso não quis dizer para optar por pratos do dia a dia, mas lembre-se que O MEIO É A MEDIDA CERTA!

Tenha uma decoração elegante, e elegância não é sinônimo de encher o lugar de flor e vasos enormes, elegância é saber compor o espaço com uma distribuição perfeita de elementos harmônicos.

Ofereça boa música, festa para mim tem que ser alegre, mas lembre-se, sua avó provavelmente estará lá… dispense excessos de efeitos de luz, ou aquele laser… seu casamento não é boate! Nem todo convidado vai à pista, cuide para que a pista não chegue a quem está sentado à mesa.
(reparem a diferença de estilo, vejam como a foto da esquerda é mais fina, e a foto da direita mais pesada)

Sirva bebidas, alcoólicas, mas por favor, lembre-se de novo que o meio é a medida certa. Nenhuma noiva precisa de escândalos desagradáveis por excesso de álcool!

Outra coisa que achei muito interessante, e confesso que na época do meu casamento pensei muito nisso: que lembrancinha dar aos padrinhos??? Resposta: Querida, quem está casando é você, você já vai dar uma festa linda feita com muito carinho. Não se preocupe em gastar mais esse dinheiro!

Fiquem atentas com o que é mais básico. Quando vamos à um casamento esperamos boa comida, bebida e uma festa super divertida.
Não adianta chegar à festa com mil detalhes, como cabine de fotos, escalda pés, intervenção artística, e o buffet estar frio, a bebida ser de segunda qualidade e mal servida, a pista de dança vazia e o som ruim. Se o seu orçamento é enxuto, foque no que é essencial! Menos opções e mais qualidade! Uma boa banda por exemplo, pode tornar sua festa inesquecível para todos.

Decorar com elegância e pouca verba é possível sim!
Detalhes, na maioria das vezes saem super barato e dão um charme especial. A mesa do bolo não precisa ser abarrotada de flores, mas precisa ser fina e elegante. Os docinhos com um envolto bonito dão um up na decoração e custa super barato, livros e peças da casa da vovó podem ajudar na decoração e dar aquele charme vintage. Velas, a luz que ela emite já deixa tudo mais lindo por si só.
Sua criatividade vale muito dinheiro na hora de decorar. E você pode economizar tirando o que não aparece, como aquele carro de luxo que vai te levar do salão de beleza para a igreja, e só você e o cerimonial irão vê-lo, depois terá mais duas ou três fotos nele. O carro é legal, mas se o assunto é cortar gastos, corte o que não aparece!

Casamento Real

agosto 1, 2017

Casar no processo!

Érica e Silvio – 14/07/2017

Um chapéu panamá comprado em 2011. Eu havia terminado o doutorado e durante as comemorações, avistei o chapéu que ele tanto queria e já pensei que o ‘próximo passo seria o casamento’. Um vestido não branco, mas champanhe, encontrado na forma de “amor a primeira vista” e comprado em uma loja de departamento em época de ano novo – porque tá tudo branco ou quase branco nas vitrines e, assim, com um pouco de criatividade podemos encontrar um “vestido de noiva”. Isso foi entre 2013 e 2014, mesmo ano da compra das alianças. Depois de olhar muito todas as vitrines e quase desistindo, cruzei com ele pendurado em um cabide na tal loja de departamento, com outros dois iguais, e com aquelas etiquetas de preço bem à mostra, sem nenhum glamour…, mas com uma energia sutil de felicidade, maravilhosa – foi o que sempre sonhei para meu casamento: naturalidade. Éramos simplesmente eu e ele (vestido) ali, nos entendendo à primeira vista, mas no meio de várias mulheres ao redor, fazendo suas compras, nem sequer sonhando que eu, naquele momento, escolhia o meu vestido de noiva. Pelo menos pra mim. Pelo menos para a noiva despretensiosa que eu pretendia ser. Instantaneamente meu lado visual e perceptivo aguçado, próprio dos arquitetos, já contextualizou aquela forma e textura bordada em um conjunto de arranjos, acréscimo de um pouco de brilho, o buquê, o ambiente, a atmosfera e energia de um casamento. Um casamento sonhado, a princípio, para ser em uma praça com desenho circular no meio, onde eu e meu marido nos encontraríamos no centro, vindos um de cada lado. Os convidados em pé contornando o círculo. Receberíamos uma benção, estouraríamos um champanhe e brindaríamos. Era simples assim… O que sempre importou para mim no casamento, seria toda esta atmosfera de bênçãos e energia que receberíamos por estar no meio da natureza, cercados por pessoas queridas e focados um no outro.

Ainda passariam 6 anos após a compra do chapéu-panamá, 3 anos e meio após a compra do vestido e 3 anos após a compra das alianças, que passou a ser um objeto de enfeite na estante de livros; recusei-me a guardá-las no fundo do armário, como estavam o vestido e o chapéu. Era um objeto nosso, então deveria ficar em um local onde nós poderíamos ver. Confesso que durante este tempo houve muito desânimo e frustração com relação à possibilidade de realizar o ritual do casamento. Vez ou outra eu olhava para o vestido e … baixava o olhar… Vez ou outra eu abria a caixa das alianças e voltava para o mesmo lugar. Já estávamos casados na vida cotidiana, mas o momento de tomarmos a decisão de realizar nossa cerimônia parecia não chegar. Até chegar aquele ponto em que você se entrega e para de pensar ou falar… deixa acontecer por si… Mas não percebemos que a essência e energia está toda no ar, ainda que quieta, já estava em construção, esperando o momento. E é quando acontece!!  Parece uma fórmula da natureza: pare de forçar que acontece! Alguns elementos de desejo foram movidos, a ideia e intenção comunicada para a natureza, é só deixar agir. Chega o momento que ela age.

Julho de 2017 seria a data que completaríamos 10 anos juntos. Muitas outras questões emocionais, práticas e financeiras já estavam sendo resolvidas há algum tempo, e então, finalmente era chegado o momento de concretizarmos nosso casamento!!! Com tanta programação sutil ao longo dos anos, não foi tão difícil concretizar o civil e a cerimônia em pouco mais que dois meses.

Eu mal imaginava o quanto o processo de organização do nosso casamento seria tão edificante para mim como pessoa e para nós enquanto casal.

Quando a vida e nossa energia decidem que “sim”, não há nada que possa agir no “não”. Começava a corrida para realizar o dia que seria um dia perfeito para nós. Mas, antes, muitas coisas aconteceriam, e coisas maravilhosas. A praça foi substituída e adaptada para um lugar com árvores, sol, natureza. Onde encontrar isso em Ribeirão, um lugar pequeno, dentro do nosso orçamento e perfil de cerimônia. Uma amiga indicou o restaurante Matuto. Visitamos dois outros lugares antes, mas quando pisamos no Matuto, foi um amor à primeira vista tão forte para os dois, que foi difícil ir embora da visita. Pronto, estava decidido. Aquele era o lugar. Gramado impecável, jeito caseiro, parecido com nossas raízes simples, piso vermelhão (que amo!), árvores, sombra, samambaias e um toque de organização e requinte que também prezamos. Não tínhamos dúvida de que a comida era deliciosa, pelas boas referências. E a empatia e simpatia da Chefe, agregou ainda mais nosso sentimento de “estarmos à vontade para casar no local”. Do contato com as pessoas tão receptivas do Matuto, foi indicada uma cerimonialista: eu jamais havia pensado em uma cerimonialista, mas começava a se delinear a necessidade de uma, se quiséssemos algo bem feito.

Cada dia mais percebo que a energia que carregamos é a que atraímos. Isso parece meio clichê, mas quando entramos em uma sintonia onde tudo flui, coisas maravilhosas podem acontecer. Todos os contatos foram uma sucessão de facilidades, coincidências, energia positivas e empatias que foram construindo dentro de mim um fortalecimento incrível, enquanto pessoa e para nós dois enquanto casal. Fomos casando aos poucos, a cada contato, conversa em casa e nos encontros. Nossos votos foram feitos no decorrer de todo esse processo, em casa, com amigos, começamos a nos redescobrir nesta nova maneira, e fomos nos casando com outros “nós mesmos” também. A cada contato com as pessoas, uma celebração à nossa união. A cada tarefa a cumprir, buscar pessoas e soluções para nosso evento, um desafio pessoal a vencer. Organizar cada detalhe do casamento foi um desafio pessoal magnífico que fui superando a cada passo. Dirigir mais, negociar, orçar, pintar aquarela, criar os convites, tags, cardápio e folhetos de poemas, fechar os convites com selo de cera em um ritual delicioso e difícil ao mesmo tempo, costurar com a ajuda de minha mãe, escolher músicas até de madrugada, chorar sem saber por que, não dormir direito, mas estar inteira e pronta pra fazer tudo no dia seguinte… e assim, com uma boa vontade imensa, apesar do cansaço, fui e fomos encontrando as pessoas certas, de maneira fluida.

Ter indicação de uma cerimonialista maravilhosa (Sandra Olivério), que foi empatia à primeira vista, pessoa inesquecível que soube entender todos os nossos limites e “times”, valorizar nossa simplicidade e bom gosto ao mesmo tempo.

Bater um papo maravilhoso com uma fotógrafa amante do simples, do descontraído e dos animais, como a Sté Frateschi. Rimos e choramos juntas no primeiro encontro, falando de nossos anjos de quatro patas. Pronto, resolvido, era ela! Nos acompanhou com felicidade nos vários momentos: civil, making off, casamento e pós-casamento na praça com nossas filhas pet.

Encontrar nos últimos dias, a mesma energia com a Jessica (Panorâmica filmes), que prontamente e delicadamente se entusiasmaram com o formato do nosso casamento. Café, brigadeiro, risadas, emoções, empatias… mais uma energia decidida. Eu estava vivenciando e valorizando cada um destes momentos.

Entre flores, arranjos, maquiagem, cabelo e bolo, aluguel de móveis, peças… a repaginação do acabamento do meu vestido, foi um processo enriquecedor. Lutar contra o uso de um véu, pois não me encontrava em nenhum e, “de repente”, assumir que o que eu queria mesmo era um véu amarrado, tipo “pirata”. Muitas das imagens da minha pasta do Pinterest tinham este véu, mas por algum motivo, eu negava a possibilidade de usá-lo (parecia não ser pra mim). No momento em que “ousei” experimentá-lo, 4 dias antes do casamento, eu parecia uma flor desabrochando, uma confiança se instalando. Eu me senti linda instantaneamente e isto foi um dos momentos mais emocionantes, uma cereja em todo o meu processo particular do casamento. Porque nos boicotamos tanto? A oportunidade estava ali… eu não teria outra, então, assumi!

Para finalizar penso que o tempo se encarrega de juntar as peças que vamos deixando marcadas; desejos expressados aqui e ali, convergindo em uma situação que acaba por surpreender a nós mesmos. Não imaginamos o tamanho da nossa obra quando no dia a dia valorizamos os pequenos atos. A somatória da conta chega, seja positiva ou negativa. Pra mim o casamento não precisava ser grandioso em números e volumes, mas as pequenas boas energias guardadas ao longo do tempo (música, chapéu, vestido, alianças…), envoltos em energia criativa, essência do bem e vontade em dividir isso com pessoas queridas era forte. Resultou em um dia maravilhoso e perfeito para nós. Com “pouco” fizemos muito. O suficiente para nos sentirmos felizes, amados, abençoados e realizados com nossa pequena grande obra, recheada de pessoas do bem, atraídas pela nossa essência. Não somos perfeitos, mas o processo nos faz melhorar. Isto tudo me faz lembrar do ditado que diz: o caminho se faz caminhando e a chegada, apenas o recomeço de uma nova caminhada.

Érica Cristina Cunha

Fornecedores:

Cerimonialista: Sandra Olivério
Local: Matuto Restaurante
Flores: Flores e Festas RP
Doces e Bem-casados: Le Bonbon Chocolate
Bolo: Izabela Junqueira
Foto: Sté Frateschi
Vídeo: Panorâmica Filmes
Móveis: Center Festas
Customização do Vestido: Célia Marquesini

Como você quer lembrar o seu casamento?

julho 10, 2017

Quando casei tudo foi extremamente minucioso… Escolhi cada música do cortejo com um carinho especial, queria que todas elas tivessem um significado real para nós, e quem as cantou foi uma grande amiga, que seria madrinha, inclusive. Ou seja, tudo ali tinha grande valor.
Da mesma forma os convidados todos eram pessoas muito próximas, foi um mini wedding. A decoração foi ousada e a mesa do bolo desconstruída… Tudo muito pessoal, particular e único!!!

Acredito que assim como o meu casamento, o seu também tem um valor todo especial e ímpar!

Acontece que eu simplesmente não ouvi minha amiga cantando no cortejo, quando eu entrei para a cerimônia não conseguia distinguir aqueles rostos me encarando com carinho e felicidade, e no dia seguinte eu não me lembrava de ter reparado na decoração, não me lembrava das horas longas de festa… parecia que tudo tinha durado poucos e intensos minutos!

Conversando com várias noivinhas do Enlaçados, descobri que isso não aconteceu apenas comigo. São muitas emoções para lidar, e acontecem muitas coisas em pouco tempo. Mesmo que você lembre de tudo que aconteceu, você não vai ver tudo que estiver acontecendo ali, é muita gente, muitas ações simultâneas… e acredite, você vai ficar feliz em ver como todos estavam festejando por você!

Ainda ontem me deu saudade do meu casamento e resolvi assistir o vídeo, foi muito gostoso reviver esse dia especial.

Você tem que saber que o vídeo do seu casamento é a única oportunidade de você ouvir aquele “SIM” novamente, é a única forma de reviver as emoções da cerimônia com seus gestos delicados e respirações profundas afim de conter o choro, de rir de novo com as graças da festa, da alegria da família e amigos pulando com vocês para comemorar, dançar, brindar!!!

O vídeo é o que fica! E o que fica tem que ficar com a essência de vocês, tem que ter a alma daquele dia contida nas imagens. Não deixe a importância do vídeo nas mãos de um amador… Tudo o que você escolheu, toda a diversão e emoção do dia mais importante da sua vida se resumirão nos vídeos!

Existem vários tipos de vídeos que as empresas podem te oferecer.
Os mais completos para você assistir com a família e padrinhos, os curtinhos que vão para a internet e são sempre um sucesso, (como esses que vamos mostrar aqui), tem os que vão para instagram, e tem empresas que te oferecem todo o material que foi captado, mesmo aquelas imagens que não entraram na edição. Se possível, pegue esse material todo!!! Um dia você vai querer ver cada detalhe, com saudade, carinho e gratidão!

 

 

 

 

Noivado, o preparo para a mudança!

junho 26, 2017

Casamento é uma arte! A arte de construir juntos uma vida só a dois.
E o noivado, essa fase que parece ser a preparação da festa do casamento, é na verdade o amadurecimento do namoro para o compromisso “casamento”. A festa dura algumas horas, o casamento dura a vida toda… ou pelo menos esse é o desejo que temos ao casar, certo?
A Dra. Maira C. Baptistussi, cedeu ao Enlaçados um pouquinho da visão da psicologia analítico-comportamental sobre o noivado.
Confira:

Dicas de Vestido de Noiva!

junho 14, 2017


Entendam como um ateliê de alta costura pode te ajudar, orientar e inspirar mais ainda seus anseios pelo momento do SIM.
O vestido de noiva é algo que pensamos com muito carinho desde que decidimos casar, certo?
Poder desenhar esse sonho com um profissional capacitado, te auxiliando e dividindo com você essa confecção de amor foi sem dúvidas a melhor experiencia da minha vida!
Ah, e muitas vezes fica o mesmo valor, ou mais barato do que alugar aquele vestido que já usaram, e que não foi você quem ajudou a desenhar!!!

Entada isso assistindo ao vídeo:

Flores, para encantar no dia dos namorados!

junho 8, 2017

O Dia dos Namorados é uma data simbólica onde comemora-se o amor, a paixão, os bons  momentos vividos  ao lado da pessoa que se ama.

É dia de celebrar e renovar votos, e até quem sabe começar novos propósitos, é dia de pedir o amado (a) em casamento, mesmo que vocês já sejam casados.

E para selar este momento tão importante, nada melhor do que flores marcantes e com personalidade, bouquets exclusivos com design floral inovador, desenvolvidos por quem entende e ama flores.

Nossos bouquets e arranjos florais são únicos assim como a pessoa amada.

Encomende o seu pelo telefone: 16- 98100-0717

15 QUARTOS DE CASAL PARA SE APAIXONAR!

maio 24, 2017

Quando a gente escolhe dividir o quarto com outra pessoa, a primeira coisa que vem a mente é o conforto antes de qualquer coisa, depois a estética e a beleza.

Mas a estética está intimamente ligada ao conforto, você pode usar a decoração a seu favor para se chegar ao conforto desejado, seja na escolha das cores ( já falamos de como as cores podem te influenciar AQUI), seja na escolha dos materiais de acabamento, por exemplo, na escolha de uma cabeceira almofadada para sua cama e/ou  também na escolha de um piso de madeira ( pois tem o toque mais “quente” que o porcelanato).

O que queremos te mostrar é que com poucas mudanças você pode dar mais personalidade na decor do seu quarto, utilizando almofadas, mantas, luminárias , quadros e etc…

Hoje vamos mostrar 15 inspirações de quartos de casal para te inspirar, tem quarto estilo clássico, quarto estilo industrial, quarto clean, quarto mais despojado, tem de vários estilos, cores e gostos, aposto que algum vai ganhar seu coração e te inspirar.

 

 

Make da Noiva, não erre!

maio 22, 2017

Então chegou o momento que você mais esperava: ficar linda para o seu dia de noiva. A beleza da noiva é muito mais do que apenas o cabelo e uma maquiagem. O mais importante é você estar se sentindo linda e confiante e desta maneira as pessoas vão ver em você a felicidade que você está sentindo de estar ali naquele dia.
No meu ponto de vista a beleza da noiva tem que ser de acordo com o que ela está acostumada e se sente bem, por exemplo: se você é o tipo de mulher que está acostumada a passar batom vermelho, seria interessante você passar um batom vermelho ou forte no dia do seu casamento. Mas se você é uma pessoa que não está acostumada com maquiagem muito forte, não é um bom dia pra você se arriscar a fazer tudo diferente.
Você não precisa fazer o que está todo mundo fazendo. Até porque você não vai precisar de muito pra chamar atenção, você já vai ser o centro das atenções. O profissional vai fazer a melhor indicação da tendência de acordo com o que ficar bem pra você.
Para te ajudar resolvi colocar algumas dicas de maquiagem para diferentes tons de pele.

Pele branca: Por ser muito clara, qualquer exagero é notado. Procure utilizar uma pele natural e sem muito pó bronzeador. Nos olhos os tons rosa, marrom bege, smokye eye (preto esfumado) destacam na sua pele. Blush rosa e pêssego são uma boa escolha. E para o batom, eu particularmente adoro um cor de boca não tão claro, mas qualquer tom que você escolher da certo para cor da sua pele.

Pele Parda: Para este tipo de pele os bronzers dão muito certo. Evite tons acinzentados e procure escolher tons dourados, que vão dar vivacidade e destacar na sua pele. No blush o bronze e o vermelho queimado e o coral ficam lindos. Para o batom evite os muito nude ou cores muito frias. Os tons terrosos e rosas queimados vão realçar sua beleza.

Pele Negra: Achar o tom correto da pele negra não é uma tarefa fácil, cuidado na escolha para não ficar avermelhada ou acinzentada. Muitas vezes para encontrar o tom correto temos que misturar alguns tons e produtos. Nos olhos as sombras cintilantes como prata, dourado, cobre e também sombras com brilho realçam o olhar, e as sombras escuras como verde escuro e preto esfumado ficam lindas. Para o blush: cereja, vinho e rosa forte. No batom segue a regra: se o seu olho estiver escuro opte por batons nude com gloss (da cor adequada para sua pele) e se os olhos estiverem claros e delicados, você pode optar por um batom mais forte ou metálico.

Lembrando que o objetivo da maquiagem para as noivas é realçar a sua beleza e aumentar sua confiança e auto estima!

Espero que vocês tenham gostado das dicas.
Pra quem quiser saber mais de maquiagem e cabelo me segue no canal do YouTube: Poly Mariotto e no Instagram @polymariottomakeup

Beijos
Polyana Mariotto

Inspirem-se!

maio 15, 2017

Em homenagem ao dia da família, hoje vocês conhecerão uma família linda, que foi muito esperada, e que de tanto esperar, a Clara eu um jeito de antecipar as coisas…

Essa é a história de Roberta e Nélio:

“Nos conhecemos em 2013, num evento bastante inesperado, que trabalhamos juntos.
Eu já tinha decidido casar com ele muito antes do pedido oficial, que foi em junho de 2016.” Conta Roberta ao blog.

O que a Roberta não imaginava é que Nélio também já tinha se decidido…

“O pedido foi maravilhoso, no meio de um café da manhã no parque Frederiskberg Garden, na Dinamarca. Foi a maior surpresa, e eu senti uma das maiores felicidades da vida! Íamos nos casar em maio de 2017…”

E esse casal era tão iluminado, que além de Roberta e Nélio, mais alguém já tinha decidido fazer parte dessa família…

“…mas ganhamos um presente lindo da vida, que foi a vinda da Clara. Então antecipamos para o casamento para e montamos a festa em 50 dias. Nós três: eu, Nélio e Clara.”

É, parece que a decisão do casal foi tão intensa que contagiou o Todo, e tudo conspirou para que o casamento fosse maravilhoso, e logo menos a Clara estará aqui, revendo esse lindo momento que ela ajudou a acontecer!

Cerimonial: Cleiton Guaragni Eventos
Fotografia: Semeghini Gustavo
Filmagem: Panorâmica Filmes
Decoração: Estação Primavera
Espaço: Espaço Loy
Projeção Mapeada: multisolutions tecnologia em eventos
Vestido: Marco Castioni
Bar: Flairs Bartenders
Buffet: RENATO AGUIAR Festas
Orquestra: Orquestra Capelozza – Desde 1996
Doces: Nougatine Doces e Chocolates Gourmet e Marina Magalhães Doces
Bolo: Marcia Junqueira
Making of Noiva: Luminus Cabeleireiros