Precisamos Falar de Icterícia!

julho 21, 2017

A icterícia neonatal ou icterícia do recém-nascido é um quadro que provoca coloração amarelada na pele e nos olhos de um bebê recém-nascido.

A icterícia aparece no bebê saudável quando o sangue fica com excesso de uma substância chamada bilirrubina (hiperbilirrubinemia), que é produzida durante o processamento pelo organismo dos glóbulos vermelhos de que ele não vai precisar mais. Os recém-nascidos tendem a ter níveis de bilirrubina mais elevados porque possuem hemácias extras no corpo, e seu fígado ainda não consegue eliminar o excesso de bilirrubina.

Na maioria dos bebês, a iciterícia é um fenômeno normal e transitório. No entanto, em alguns casos, os níveis sanguíneos de bilirrubina podem elevar-se excessivamente, alcançando níveis que são tóxicos para o sistema nervoso central.

A icterícia fisiológica, que é aquela que é considerada normal e esperada, inicia-se entre o  3º e 10º dias de vida e desaparece em até 2 semanas. Nos bebês prematuros, ela pode demorar um pouco mais. Como a imensa maioria dos recém-nascidos melhora espontaneamente da icterícia, o tratamento só é indicado nos casos mais graves.

Quando a icterícia é bem leve, o médico pode indicar apenas um banho de sol de cerca de 15 minutos de manhã e à tarde, antes das 10h e depois das 16h. O banho de sol ativa a produção de vitamina D, que além de facilitar na absorção do cálcio, também ajuda a eliminar a bilirrubina em excesso no corpo.

A fototerapia é o tratamento mais utilizado para baixar os níveis mais altos de bilirrubina no sangue. O recém-nascido é colocado sob uma luz azul fluorescente que age quebrando a molécula de bilirrubina depositada na pele em pedaços, facilitando a sua excreção na urina e nas fezes. A melhora do caso pode se perceber muito rápido já que a pele que antes estava bem amarela começa a tomar tons mais normais já no segundo banho de sol, ou primeiro dia de fototerapia.

A luz ultravioleta ou a luz do sol agem na pele do bebê transformando o excesso de bilirrubina em substâncias que são mais fáceis de serem eliminadas pelo fígado.

Mais de 50% dos bebês saudáveis e absolutamente normais ficam com a pele amarelada nos primeiros dias depois de nascer. Se isso acontecer com seu bebê, não é preciso se apavorar, mas é preciso falar com o pediatra. Porém, devemos lembrar que a icterícia pode alcançar níveis mais altos e graves, se não tratada. Por isso a importância do banho de sol e consultar o pediatra para uma avaliação completa.

O que importa mesmo é o bebê tomar banho de sol independente de ter ou não sinais da icterícia neonatal aproveitando o solzinho da manhã ou da tarde!

You Might Also Like

Sem comentários

Deixe uma resposta