Um Novembro Bem Roxinho…

novembro 30, 2016

prematuro-2

O mês de novembro marca a importância da conscientização e luta para prevenir o parto prematuro, sempre que possível. E também para refletir sobre a qualidade e a humanização do atendimento oferecido para os bebês que acabam nascendo antes da hora e suas famílias.

O Dia Mundial da Prematuridade, celebrado no dia 17 de Novembro, tem como objetivo chamar a atenção para este grave problema de saúde pública, que afeta o futuro de tantas crianças e de suas famílias em nosso país e em todo o mundo.

E nada melhor que fechar esse mês conscientizando todas as pessoas sobre a importância de se prevenir, sempre que possível, um parto prematuro.

Não queremos assustar ninguém, mas precisamos falar mais sobre parto prematuro!

Ninguém espera passar por um parto prematuro, mas todas as gestantes estão sujeitas a ele. Por isso, é preciso abordar o tema com toda população, mas principalmente com as adolescentes e mulheres em idade fértil ou que planejam ter um filho.

Cerca de 15 milhões de bebês nascem prematuros em todo o mundo e as causas mais comuns são as causas maternas. Nem sempre a prematuridade dá sinais de que vai acontecer e ainda não se conhece todas as causas que levam ao parto prematuro; em muitos casos não se consegue associá-la a uma causa específica. Porém alguns fatores que acarretam um risco maior do parto acontecer antes da hora já são conhecidos, e muitos ainda podem ser evitados ou tratados.

Entre esses fatores estão: infecções urinárias, hipertensão, descolamento prematuro da placenta, diabetes, alterações de tireoide, infecções congênitas como toxoplasmose, sífilis e HIV, além do uso de bebidas alcoólicas, drogas ilícitas e alguns medicamentos.

prematuro

O bebê também pode apresentar motivos que levem ao nascimento prematuro, como algumas síndromes genéticas e malformações, por exemplo.

Mas como um parto prematuro pode ser evitado?

Algumas ações simples podem ajudar a evitar um nascimento antes da hora:

– Converse com seu ginecologista/obstetra antes mesmo de engravidar. Ele poderá lhe dar conselhos muito úteis para que você inicie a gravidez de maneira saudável e evite um parto antes do tempo.

– Assim que o resultado der positivo, avise seu médico imediatamente! Quanto antes o pré-natal for iniciado, melhor para a mãe e para o desenvolvimento do seu filho.

– Revele ao médico o seu histórico de saúde. Doenças crônicas e reações alérgicas que você já apresentou, história familiar, assim como o histórico de saúde do pai do bebê. Tente lembrar-se dos mínimos detalhes; eles podem ser importantes!

– Siga as consultas e exames do pré-natal rigorosamente! Dê importância a todos os exames e orientações que serão realizadas durante a gestação.

– Esteja vigilante sobre sua pressão arterial e a verifique sempre que achar conveniente.

– Mantenha uma dieta equilibrada.

– Mantenha-se numa faixa de peso adequada. Converse com o obstetra e, se preciso, faça acompanhamento com nutricionista.

– Evite bebidas alcoólicas: o álcool durante a gestação, mesmo em doses muito pequenas,pode ter efeitos bastante nocivos para a criança, incluindo retardo mental, dificuldades de aprendizagem, malformações e problemas de desenvolvimento.

– Seja responsável e não fume, por favor!!! O fumo aumenta chances de parto prematuro, o bebê pode nascer com baixo peso e a morbimortalidade dos recém-nascidos é maior.

– Não se automedique! Alguns remédios são altamente perigosos para as gestantes e esses avisos, na maioria das vezes, estão escritos com letras bem pequenininhas nas bulas dos medicamentos.

– Exercite-se! Se o seu médico autorizar e sempre com acompanhamento profissional.

– Mantenha seu calendário de vacinação atualizado! Converse com seu obstetra sobre o assunto: algumas vacinas estão contraindicadas na gravidez, e outras necessitam reforço.Esteja atenta e informada!

– Não se esqueça do ácido fólico e da vitamina B12! Eles vão garantir que seu bebê não desenvolva malformações e danos no sistema nervoso. O consumo do ácido fólico deve ser iniciado antes mesmo da concepção do bebê. Esses nutrientes são facilmente encontrados em alimentos de origem animal (carnes, laticínios, ovos) e em vegetais verde-escuros.

– Esteja sempre alerta para sangramentos e observe líquidos e secreções vaginais.

– As gestações múltiplas (gêmeos, trigêmeos, ou mais) também tem mais chance de ter um parto prematuro e dificilmente chegam ao termo. Por isso em uma gestação múltipla é preciso mais repouso no final da gestação, pois cada dia a mais na barriga da mamãe diminui as chances de complicações para os bebês.

prematuro-3

Não podemos nos esquecer de que esses pequenos grandes guerreiros são verdadeiros milagres na vida de um pai e de uma mãe.

Na maioria dos casos a prematuridade não tem um culpado. Muitas vezes a mãe assume a responsabilidade por seu bebê ter nascido antes da hora, mas desde que ela tenha seguido as orientações e hábitos corretamente, essa responsabilidade não é dela. Como já dissemos, algumas causas da prematuridade são conhecidas e evitáveis, mas em outros casos ela acontece sem causa, para trazer esses pequenos guerreiros ao mundo.

prematuro-4

“ Só há duas maneiras de viver a vida: a primeira é vive-la como se os milagres não existissem. A segunda é viver como tudo fosse milagre.”

Albert Einstein – prematuro

BABY COACH

You Might Also Like

2 Comentários

  • Resposta Car Dashboard maio 12, 2017 at 11:18 am

    Hi, i think that i saw you visited my weblog thus i came to “return the favor”.I am trying to find things to enhance my site!I suppose its ok to use some of your ideas!!

  • Resposta travel online maio 16, 2017 at 8:14 am

    You actually make it seem so easy with your presentation but I find this matter to be really something that I think I would never understand. It seems too complicated and very broad for me. I am looking forward for your next post, I will try to get the hang of it!

  • Deixe uma resposta