Arquivos por mês

junho 2016

DECORANDO COM AZULEJOS COLORIDOS

junho 27, 2016

Uma parede colorida é capaz de dar vida e renovar qualquer ambiente. Os azulejos coloridos podem ser utilizados em qualquer ambiente, mas nas áreas molhadas da casa (banheiro, cozinha, e áreas de churrasco) ganham um charme especial, uma dica importante no uso de azulejos coloridos é não ocupar superfícies inteiras, mas sim locais que merecem destaque.

Cemitérios de azulejos são excelentes lugares para conseguir azulejos antigos com um ótimo preço, além de possuir grande variedade de estampas.

Para aqueles que não querem reformar a casa, uma dica é utilizar adesivos que imitam os azulejos coloridos o bom é que você pode mudar com mais facilidade, se cansar das estampas.

 

casa-abril

azulejos-coloridos-cozinha

Azulejo-para-cozinha-preço-fotos-01

azulejo-adesivo

adesivo-de-azulejo-campinha

113

 

Studio Face

Os aspectos psicológicos do noivado.

junho 24, 2016

O casamento envolve muitas mudanças, e isso pode causar algumas reações diferentes das que você costuma ter.

Nesse vídeo a doutora Maíra, terapeuta há 18 anos, docente em terapia analítico comportamental, vai falar um pouquinho sobre os aspectos psicológicos que permeiam essa fase gostosa e turbulenta do noivado.

Vacinas durante a gravidez!

junho 22, 2016

Enquanto você estiver grávida você terá uma companhia dentro do próprio corpo, que depende totalmente de você para “respirar”, se “alimentar” e crescer de forma saudável!

São muitas as “tarefas” da gestante em relação à manutenção da saúde do bebê e sua própria saúde. São muitas informações novas, orientações, dicas e palpites, que vocês deverão saber filtrar! Por isso a melhor forma é fazer uma coisa de cada vez. E para não perder o momento certo de cada uma delas, busque ajuda e orientação!

Quando se trata se saúde, pensamos logo em remédios, exames e tratamentos, mas a saúde também envolve a prevenção. O pré-natal é um dos principais meios de prevenir problemas na gestação, como vocês viram na postagem anterior, e uma parte fundamental deste cuidado preventivo para a gestante e para o bebê é a vacinação.

O ideal seria que as mulheres que planejam engravidar preparassem o seu corpo para esta fase, mas como já falamos antes, nem sempre isso é possível e a gravidez pode ser uma boa surpresa! É importante para a saúde da mulher manter a vacinação em dia, independente se ela planeja uma gestação, mas se isso não acontecer e a mulher engravidar, é importante buscar planejar sua vacinação o quanto antes,  já que o esquema de vacinação depende do histórico de cada mulher e deve ser avaliado pelo profissional de saúde responsável pelo acompanhamento da gestação.

Mas afinal, qual vacina a gestante pode ou não tomar?!

A mulher que recebe uma vacina durante a gravidez proporciona anticorpos maternos através da placenta para o bebê que ainda está em formação, e ainda durante a amamentação até que o bebê receba suas próprias vacinas. As vacinas na gravidez são aquelas a base de anticorpos inativados, mortos, ou seja, não oferece risco para a mamãe nem para o bebê. Algumas doenças que antes eram problema, hoje foram erradicadas com vacinas ainda na gravidez da mulher, como o “mal de sete dias”, muito preocupante para as vovós. Hoje sabemos que era apenas um “mal do parto”, o tétano, que se manifestava no bebê principalmente no sétimo dia de vida, mas que foi erradicado com a vacina e também com os cuidados necessários na hora do parto. Por isso a vacina antitetânica é a primeira a entrar nessa lista e também a mais importante para a gestante.

Assim, o Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde recomenda quatro vacinas neste período: dupla adulto (difteria e tétano – dT); influenza; hepatite B; e a difteria, tétano e coqueluche (dTpa).

A principal e (quase) obrigatória é a dupla adulto, que protege contra o tétano e a difteria. Não há regulamentação que obrigue as mães a ingerir a dose, mas é unanimidade entre os especialistas quando o assunto é vacinação na gravidez. Algumas outras vacinas podem ser recomendadas a algumas gestantes de acordo com seu histórico de saúde.

Dupla Adulto (dT): o principal objetivo desta vacina é evitar o tétano neonatal. Deve ser administrada em três doses, com o intervalo de 60 dias entre elas naquelas mulheres que nunca receberam ou desconhecem seu histórico vacinal; gestantes com esquema incompleto de vacinação devem completar o esquema durante a gestação; mulheres previamente vacinadas com esquema completo devem receber uma única dose desde que tenham recebido a última dose há cinco anos ou menos, em até duas semanas antes do parto. Eventualmente, poderá ser substituída pela antitetânica isolada (TT).

Influenza: a gripe tão comum de acontecer pode ser um risco a mais para a gestante, já que a imunidade da grávida se torna mais baixa e com isso a propensão dessa doença na gravidez pode ser maior e também trazer consequências mais graves, como pneumonia. Pode ser administrada em dose única em qualquer mês da gravidez, normalmente durante as campanhas de vacinação, ou em até 45 dias após o nascimento do bebê, para aquelas que não tomaram durante a gestação.

Hepatite B: a vacina da hepatite B é recomendada após o primeiro trimestre de gestação para as mulheres que nunca tomaram ou para aquelas que, mesmo já tendo feito o esquema, não apresentaram imunidade comprovada pelo exame de sangue, que é solicitado na primeira consulta de pré-natal. A hepatite B não apresenta sintomas bem definidos, mas ao contrair a doença a pessoa pode ter vômito, dores musculares, náuseas e mal-estar (sintomas pertinentes a outras complicações também).  A infecção durante a gravidez é uma via comum de transmissão, então é importante evitar que a mãe se infecte e transmita o vírus ao feto ou ao recém-nascido. Crianças infectadas com hepatite B podem apresentar cirrose hepática e câncer hepático na fase adulta. A vacina deve ser administrada em 3 doses, preferencialmente a partir do segundo trimestre  da gestação.

Difteria, tétano e coqueluche (dTpa): também conhecida como “tríplice bacteriana”, além de ser também uma proteção contra o tétano, esta vacina é muito importante devido ao aumento dos casos de Coqueluche em recém-nascidos e lactentes antes de 1 ano de idade, pois além de causar complicações mais graves, os indivíduos contaminados estão mais susceptíveis a pneumonia, convulsões e danos cerebrais. No Brasil, 87% dos casos de coqueluche se concentram em crianças menores de seis meses. Isso acontece porque elas ainda não estão protegidas contra a doença, sendo mais suscetíveis. Dessa forma, as mães passam proteção aos seus bebês até que eles consigam cumprir o calendário completo de vacinação. É aplicada entre 27ª e 36ª semanas de gestação.

Algumas vacinas são proibidas durante a gravidez, pois contêm vírus vivo em sua composição e são capazes de atacar os bebês e prejudicar a formação e o desenvolvimento do feto, são algumas delas: contra rubéola, sarampo, caxumba, HPV e rotavírus. Elas podem causar malformação, acarretando problemas cardíacos e neurológicos, surdez, catarata, glaucoma, entre outros.

Já a pneumocócica 23-valente, por exemplo, é indicada para mulheres com doenças crônicas no coração, rins e portadoras de diabetes e doenças imunológicas, pois ela previne a invasão agressiva de pneumocócicos, protegendo a saúde das grávidas e do bebê.

O mais importante é consultar o seu médico sempre que tiver dúvidas em relação a tratamentos e prevenção de doenças e quanto às vacinas que são indicadas para você!

 

 

Quadro Vacinas gif

 

 

 

logo-babycoach-colorida

BOLO DE CASAMENTO COM ARTE: ART NOVEAU CAKE

junho 20, 2016

É incrível quando a arte se une ao cotidiano. E é isto que acontece com este bolo de casamento inspirado no movimento artístico Art Nouveau.

Art Nouveau

Estilo artístico que se desenvolve entre 1890 e a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) na Europa e nos Estados Unidos, espalhando-se para o resto do mundo, e que interessa mais de perto às Artes Aplicadas: arquitetura, artes decorativas, design, artes gráficas, mobiliário e outras(…)
O art nouveau se insere no coração da sociedade moderna, reagindo ao historicismo da 
Arte Acadêmica do século XIX e ao sentimentalismo e expressões líricas dos românticos, e visa adaptar-se à vida cotidiana, às mudanças sociais e ao ritmo acelerado da vida moderna. Mas sua adesão à lógica industrial e à sociedade de massas se dá pela subversão de certos princípios básicos à produção em série, que tende aos materiais industrializáveis e ao acabamento menos sofisticado. A “arte nova” revaloriza a beleza, colocando-a ao alcance de todos, pela articulação estreita entre arte e indústria.
A fonte de inspiração primeira dos artistas é a natureza, as linhas sinuosas e assimétricas das flores e animais

Fonte: Itaú Cultural

 

1f3060228c87eef70f4543b8eccb8d66

000188780

stained_glass_cake_3

stained_glass_cake_5

stained_glass_cake_6

 

Studio Face

A Importância do Pré-Natal: Gestação Saudável e Parto Seguro

junho 14, 2016

 

image1

 

 

Como o próprio nome diz, o “pré-natal” acontece antes do nascimento, e é o primeiro ato de amor que a mãe pode fazer pelo seu bebê!

É estranho pensar que nem todas as gestantes realizem o pré-natal completo, já que hoje existe muito incentivo à realização do pré-natal. Mas algumas futuras mamães ainda não entendem a importância de um bom pré-natal, ou seja, a importância de acompanhar a evolução da gestação o quanto antes, e não apenas quando o bebê estiver prestes a nascer.

O pré-natal foi criado para proteger o bebê e a mãe durante a gravidez por meio de um acompanhamento abrangente, que inclua não só as questões biológicas, mas, também, outros aspectos relevantes ao desenvolvimento infantil, como a saúde emocional da mãe, o apoio que ela encontra nos familiares, no trabalho, na escola e na comunidade, bem como orientações sobre a importância da construção do vínculo com o bebê e da participação do pai. Por isso é importante que você seja cuidada por profissionais diversos, que consigam passar confiança nas orientações. Acredite: o pré-natal pode identificar e reduzir muitos problemas de saúde que costumam atingir a mãe e seu bebê.

Tire suas dúvidas! Um bom pré-natal é aquele em que as informações e orientações são construídas pela gestante e pelo profissional através de uma troca de experiências, até que a gestante sinta-se segura e capaz de seguir as orientações. Hoje, as informações surgem de todos os lados! O universo da maternidade é muito amplo (e muito apaixonante também!) então muitas pessoas querem falar sobre isso. Digamos que não existe um certo e um errado absoluto quando se trata de maternidade, existem caminhos diferentes a serem seguidos. Mas lembre-se: você é uma só e deve seguir um caminho só! Procure sim informações, busque trocar experiências com outras mães e gestantes, participe de eventos informativos… Mas saiba filtrar as informações que recebe e confie na equipe que você escolheu para fazer seu pré-natal, discuta as novidades com eles, para que juntos vocês consigam achar o SEU

MELHOR CAMINHO!

Além das orientações, muitos exames serão realizados durante o pré-natal, incluindo exames de sangue e ultrassons, para que os possíveis problemas de cada fase sejam identificados ou descartados. Normalmente as consultas acontecem mensalmente, e a semana da gestação para qual a consulta será agendada depende muito de qual o momento em que você descobriu a gravidez e foi ao médico pela primeira vez. Por isso, os exames acabam sendo mais divididos entre os trimestres, e os ultrassons respeitam melhor a divisão das semanas.

Algumas doenças como a diabetes gestacional e a pré-eclâmpsia (pressão alta) podem aparecer durante a gravidez, e podem trazer problemas graves para a gestante e para o bebê após o nascimento. Mas essas e outras doenças que podem surgir com a gestação podem ser facilmente identificadas e controladas com o pré-natal.

A grande maioria dos médicos ginecologistas é também obstetra. Alguns poucos profissionais acabam se dedicando apenas ao atendimento no consultório e não realizam partos. Se for o caso do seu médico, ele deverá indicar um colega para realizar o pré-natal, ou você pode conversar com outras gestantes e mães para receber indicações de bons obstetras.

O Dr. Sérgio Peixoto, Professor Associado Livre-docente de Obstetrícia e Ginecologia da Faculdade de Medicina da USP, criou o conceito “Gravidez de 12 meses”, atualmente muito utilizado e indicado. Ele sugere que o pré-natal deve começar antes mesmo da concepção. Alguns especialistas concordam que os pais devem procurar orientações médicas e começar a se preparar física e psicologicamente para a gestação ao menos três meses antes de engravidar.

O ideal seria que antes de engravidar, o casal conversasse com profissionais de saúde, sobre como será o acompanhamento, se é a favor do parto normal ou cesariana, em quais hospitais o obstetra escolhido atende, se aceita plano de saúde e outras questões práticas. Essa é a hora de tirar todas as dúvidas.

Se os pais estiverem preparados e seguros quanto às mudanças que estão por vir, já que a gravidez mexe muito com a sensibilidade e emoção, as chances da gestação e do parto ser muito mais tranquilo é bem maior.

Às vezes a gestação acontece no momento em que o casal menos espera, ou espera, mas a notícia vem de surpresa; às vezes a gestação é muito planejada, mas demora para acontecer, e quando acontece, vira uma surpresa; às vezes a gestação pode ser planejada e seguir os planos! Alguns casais conseguem engravidar de acordo com os planos, no momento mais adequado financeira, profissional e pessoalmente. Alguns até planejam uma viagem antes de engravidar! Mas confesso a vocês que isso é difícil… E confesso também que a emoção da notícia surpresa de um bebê a caminho é maior! Então, independente de como a notícia de um pequeno ser crescendo dentro de você venha, planejada ou de surpresa, não perca tempo! Procure ajuda, procure informação, procure a proteção do pré-natal!

 

 

logo-babycoach-colorida

Casamento no inverno!

junho 13, 2016

Vivemos em um país tropical, com muito calor por quase 10 meses por ano, mas no pouco tempo de frio que nos resta, o que fazer para um casamento?

Se você escolheu casar no inverno, parabéns! Você pode ousar e abusar de várias tendencias europeias super finas, ou inovar no estilo da festa.
A começar pelo horário da cerimonia, se você quer que seus convidados curtam até o ultimo segundo seu casamento em pleno inverno, você pode começar a cerimonia um pouquinho mais cedo, assim ninguém precisa voltar para casa as 4 horas da manhã com 3 graus nas ruas. Cerimonias ao por do sol garantem elegância e mais tempo de festa no inverno! Assim, um casamento que inicia as 17 horas no inverno tem todas as possibilidade de brilhos e glamour de um casamento noturno no verão, e ainda possibilita que mesmo os mais velhos fiquem até o ultimo segundo de festa.
Escolha locais fechados, abuse de tecidos quentes na decoração, veludo de algodão e jacquard carmin são ótimas escolhas e dão um toque extremamente ousado para toalhas de mesa nessa época do ano. Aproveite para ajudar na iluminação com velas, deixa um tom lindo para fotos e vídeo, além de ajudar com um calorzinho no ambiante.

8960c84ec8ee4e53459280013c0d8029

Casamento_decoracao_romantica_moderna-08-560x371

decoracao-outono-casamento
Flores? Pode aproveitar para sair do básico. Rosas são sempre bem vindas, mas o inverno te possibilita uma infinidades de flores que no verão do Brasil são dificílimas de achar, além de super caras. Abuse das desejadas orquídeas e hortênsias, begônia, áster, amor perfeito, gerbérias, azaleias, tulipas… ah! O inverno não é monocromático como você pensa, ele tem cores e flores mil. Inove!

um-doce-dia-decoracao-casamento-a-beleza-sublime-dos-bosques-no-inverno-19

um-doce-dia-decoracao-casamento-a-beleza-sublime-dos-bosques-no-inverno-13

Decoração-Roberta-Gouvea-Tendências-Inverno-2013

 

Por falar em cores, esqueça o batido tecido floral e desfrute de tons outonais charmosíssimos como mostarda, berinjela, carmim, musgo, violeta, enfim, não tente remeter seu casamento no inverno à um casamento do nosso ardido verão. Aproveite o melhor dessa época!
Sirva seus convidados com uma comida mais forte, pratos quentes e bem suculentos podem ser explorados nessa época do ano, assim como pimentas e massas. Para beber tenham na manga o bom e velho chopp, mas pode incrementar a carta de bebidas com tequilas ou até pingas artesanais, além lógico, do clássico uísque. Mas como culturalmente temos uma tendência a chopp e drinques de verão, tenha em mente uma atração que estimule seus convidados à bebidinhas mais quentes, além de tornar seu casamento mais divertido, ajuda seus convidados a provarem sabores diferentes.
Converse com seu cerimonialista sobre o uso de aquecedores em pontos estratégicos da festa, como próximo à mesa onde vai ficar aquela vozinha que não dança para se esquentar, ou aquela família com criança pequena, por exemplo. Isso vai garantir o conforto dos seus queridos e a permanência deles na festa por mais tempo.
Para a noiva, vestido de inverno não é mais um problema, temos cada vez mais e mais estilistas arrasando na produção de vestidos de manga longa lindos e funcionais. Para as convidadas, vale um echarpe bem bonito, uma estola bem quentinha, ou até mesmo um vestido de manga longa com um a pashmina linda!

vestidos-de-noiva-de-inverno

Vestido-de-noiva-para-inverno-27

Katie-and-Bryan-Cincinnati-Wedding-Photography_0008

ersa-atelier-sleeved-wedding-dress.full_

260505159665298160_69RY2m4x_c

 

 

 

 

 

 

 

Quartos Infantis Modernos

junho 10, 2016

Os quartos infantis tem estado cada vez menos estereotipados e monótonos, a modernidade nos mostrou que é possível decorar os quartos das crianças de uma forma mais criativa, com cores inusitadas e elementos DIY ( feitos a mão) ,que dão um charme especial, sem perder o caráter lúdico e infantil que um quarto de criança precisa ter. Vamos mostrar como exemplo algumas decorações de quartos infantis bem modernos , em que a cor predominante é o amarelo , que é uma cor neutra que pode ser utilizado tanto no quarto dos meninos e das meninas.

 

yellow-charlotte-via-koululattianarisee.kotijakeittio.fi_

yellow-charlotte-via-divaaniblogit.fi_

yellow-charlotte-milk-mag

yellow-charlotte-elle-deco-deco-france2

yellow-charlotte-elle-deco-deco-france

yellow-charlotte-101-woonideeen

 

 

13413926_1043917352357981_1206044272_n

Meses, semanas e trimestres…. Afinal como devo contar minha gestação?

junho 8, 2016

Existem várias maneiras de contarmos o tempo de gestação, ela pode ser dividida em

semanas, meses ou trimestres. A gravidez pode durar até 9 meses, ou cerca de 40 semanas, e

pode ainda ser dividida em 3 trimestres.

A forma mais utilizada, em termos médicos, para calcular o tempo de gestação, é em semanas,

pois informa com mais detalhes o tempo em que a gravidez se encontra. Quando você faz o

primeiro ultrassom e o médico diz: “Parabéns! Vocês está de 16 semanas!!” o primeiro

pensamento que vem à cabeça é: “ Obrigada! Mas quantos meses isso significa???”

Além disso, toda vez que alguém te pergunta sobre a gravidez, já pergunta logo de quantos

meses você está! E como responder essa pergunta se seu médico só trata a sua gestação em

semanas??

Fizemos este post para te ajudar a entender de quantas semanas, meses ou em qual trimestre

da gestação você se encontra. Assim você não terá dúvidas!!!

A contagem da gestação começa na data da sua última menstruação (DUM). Quando você

percebe que tem algo “atrasado” e desconfia de uma gravidez, você já pode estar com

algumas semanas de gestação. O exame de sangue confirmatório da gravidez (Beta hCG),

pode dar uma estimativa de quantas semanas vocês se encontra, porém ele mostra somente o

nível do hormônio circulante no sangue e isso pode sofrer algumas alterações, como no caso

de gestação de gêmeos. O exame mais fidedigno para mostrar o tempo da sua gravidez é a

Ultrassonografia (ou mais conhecido como Ultrassom). É pelo ultrassom que se pode confirmar

100% a sua gravidez e mostrar com mais precisão de quantas semanas vocês está.

Essa tabelinha faz uma comparação entre meses e semanas, para ficar ainda mais claro essa

contagem!

tabela gestante

Vale lembrar que cada semana tem seus detalhes e sua importância no crescimento do bebê!!

Por isso seu médico vai sempre avaliar seu bebezinho de acordo com a sua semana de

desenvolvimento.

A gravidez pode ser divida também em trimestres e cada um tem suas peculiaridades.

O primeiro trimestre vai da semana 1 até a semana 12

O segundo trimestre vai da semana 13 até a semana 28

O terceiro trimestre vai da semana 29 até a semana 40

É no 1° trimestre que você vai iniciar seu pré-natal, vai se familiarizar com a ideia da gravidez e

sentir os famosos enjoos. É nesse período também que você vai fazer seu primeiro ultrassom e

os primeiros exames de sangue para saber como está sua saúde!

O 2° trimestre é o tempo que você mais vai aproveitar sua gravidez, se sentir mais disposta,

mais ativa e ainda vai ver sua barriguinha crescendo cada vez mais! Geralmente é nesse

período que as mamães aproveitam para fazer o enxoval, organizar o chá de bebê e preparar a

casa para a chegada de um novo membro da família!

O 3° e último trimestre da gestação é o período que você volta a sentir um cansaço, se sente

mais inchada e mais pesada, porém o que mais vai te incomodar será a ansiedade em ver logo

a carinha do seu bebê. Mas vá com calma! Curta bastante essa fase da sua gravidez, sua

barriga… Aproveite para tirar muitas fotos e quem sabe até fazer um ensaio fotográfico bem

bonito??!

Esperamos que essas informações te ajudem bastante e que você tenha gostado!

Até a próxima!!

 

logo-babycoach-colorida

INFLUÊNCIA DAS CORES NOS AMBIENTES

junho 4, 2016

As cores são capazes de influenciar o nosso estado psicológico de várias maneiras, cada cor nos remete á sensações e emoções diferentes. Por isso é fundamental considerar seus efeitos no momento de escolhê-las para serem usadas nos ambientes.

A psicologia das cores estuda de maneira mais aprofundada esta influência que as cores causam, mas com algumas orientações simples, podemos tornar os ambientes mais, além de ser o modo mais fácil e barato de dar um up na decoração. Vamos a algumas dicas:

 

  • Áreas de alimentação:para sala de jantar e cozinha, as cores que estimulam a fome são as  cores “quentes”: amarelo, laranja, vermelho e ocre. O uso de cores “frias”: azul, lilás, roxo e tons de cinza, inibem a fome;

cj722_ideiascozinha_10                   1c2446deb034178c3602c9eda3578c98

Foto: Edu Castello/Editora Globo)         Foto: Lufe Gomes/Editora Globo

 

  • Quartos;o quarto é nosso espaço de descanso, relaxamento, por isso, dê preferencia ás cores “frias” como tons de azul e lilás que nos ajudam a relaxar. As cores “quentes” como tons de amarelo, laranja e vermelho devem ser utilizados com cuidado, para não causar agitação excessiva.

 

3b2293ca22e5d2d752c3c2effded6a63                 91773b693ea9a69bd3a2474d5e94794a

 

  • Quarto infantil:quartos de bebês recomenda-se o uso dos tons pastel: bege, creme, rosa, verde, amarelo e azul claros. Evite o uso de cores fortes, pois podem causar agitação no bebê.

Dica: O teto pintado de azul-claro ajuda a criança a ter um sono tranquilo.

 

c74b8317e3820cbc1598a1c523a9aa11

 

  • Banheiros:o ideal é fazer uso de cores claras para que a sujeira fique visível e o banheiro sempre limpo. Para iluminar o ambiente e deixá-lo aparentemente maior, o uso de cores como Branco, bege, creme, cinza, verde e azul claros são boas opções.

Atenção para as cores escuras: se aplicados nas paredes e piso do banheiro, além de ocultarem a sujeira e reduzirem a luminosidade, diminuem o espaço do banheiro.

 

34ab0cde91db2db9ec1f2fdee7a6affb                      25fce2668b2eade4e9a3cc9c6dac4343

 

  • Áreas de trabalho e estudo: de forma geral, recomenda-se o contraste entre as cores das paredes e dos móveis. E para estimular as atividades intelectuais e podem ser utilizadas as cores amarelo, laranja, marrom e ocre, deve-se evitar o branco, amarelo forte, vermelho e violeta.O cinza é aconselhado em superfícies de trabalho, por ser uma cor neutra e de baixo índice de reflexão (30%).

 

1-cj68950ideias_146Studio Face

Estou grávida! Por onde eu começo?

junho 2, 2016

cegonha

 

Quando a confirmação da gravidez chega, vem também a dúvida: por onde devo começar a ser mãe?

Mesmo que não seja seu primeiro bebê, cada gestação é diferente da outra. O momento da sua vida nunca será o mesmo, e suas experiências nunca serão as mesmas, fazendo com que cada gestação seja única!

Agora, se você experimenta pela primeira vez a gestação, e junto com o bebê, nascerá também uma mãe: Parabéns! Você acaba de ganhar um convite para o incrível mundo da maternidade!

Ok, mas… Pode onde começar?!

Comprar enxoval? Dar a noticia para família? E os amigos? Publicar nas redes sociais? Reformar a casa? Decorar o quarto? Marcar uma consulta com obstetra? E o pediatra? Será que alguém sabe me indicar? O que posso e devo comer? Faço um curso preparatório? Leio um livro? Qual???

Calma!!! Realmente, este universo materno é muito complexo, por isso você precisa se organizar! Antes mesmo de se acostumar com a ideia de ser mãe você já terá que decidir várias coisas e tomar várias atitudes.

O início da gestação será cheio de sentimentos malucos, muita empolgação, muitas dúvidas, muita informação… tudo misturado! Acostume-se à uma montanha russa de emoções…E por mais que você faça tudo que lhe for orientado, mesmo assim, talvez você se sinta insegura! Calma de novo! Isso é normal! Sabe por que? Porque você quer ser a melhor mãe para o seu bebê!

E por saber que você é totalmente capaz, traremos aqui algumas dicas iniciais para esta “faculdade da maternidade” na qual você se formará em 9 meses, com o primeiro lugar na sala!

Notícia em primeira mão!

Escolha alguém para quem irá contar primeiro a notícia da gravidez. É com esta pessoa que você irá extravasar este momento tão intenso. Pode ser o pai do bebê, sua mãe ou até mesmo uma amiga! Não importa! Desde que seja alguém em quem você confie e que te dará todo apoio inicial. É aconselhável esperar até o terceiro mês para espalhar de vez a notícia, pois é no primeiro trimestre o maior risco de acontecer um aborto espontâneo. Mas isso não é uma regra, depende muito de como você lida com a ideia da perda do bebê.

 

Inicie o pré-natal!

É hora de começar a pensar na saúde de forma diferente, pois agora você não cuida apenas de você, mas também de um novo ser. E como fazer isso? Procure um médico, de preferência o obstetra que você já está acostumada, caso não tenha nenhum, consulte a lista de médicos disponíveis para você, ou peça uma indicação a alguém, sempre levando em consideração uma segunda opinião sobre aquele profissional.

Comece a utilizar as vitaminas indicadas pelo seu médico, elas devem ser iniciadas logo quando a gestação é descoberta e ajudam em algumas questões como prevenção de anemia e no desenvolvimento do seu bebê. São primordiais para o início da gestação!

 

Organize sua gestação!

É muito importante que você se planeje, pois os nove meses vão parecer pequenos perto do tanto de coisa que você terá para fazer. Além disso, vão passar voando e você não vai querer uma correria de última hora para organizar tudo. Enxoval, consultas ao ginecologista, chá de bebê, tipo de parto desejado, são inúmeras as coisas que uma mãe tem que pensar… Existem profissionais que podem te ajudar a pensar em tudo que você deve fazer durante sua gestação. Elas ajudam para que você não tenha dor de cabeça e para que a única surpresa seja a carinha do seu bebê quando ele nascer! Elas são baby planners, uma espécie de cerimonialista da gestação, uma ótima opção para que tudo saia como você sempre sonhou! Falaremos mais detalhes sobre elas em um outro post!!!

Prepare a casa para a chegada de um novo integrante!

É incrível como um bebê tão pequenininho pode mudar a vida de uma família. A casa deve ser prepara com antecedência, pensada nos mínimos detalhes. Além do quarto do bebê, existem muitos acessórios, os quais são chamados de puericultura leve e pesada, que você vai precisar para cuidar do seu bebê!

Além disso, pratique atividade física, se alimente bem, durma bem (você vai sentir falta disso mais tarde) …. Faça algo que te dê prazer, isso vai ser muito importante nesse momento em que os hormônios tomam conta de você!

E por fim, Aproveite sua gravidez!

Cada gestação é única, então aproveite cada detalhe, cada movimento do seu bebê, cada sentimento de alegria, de incerteza e de muito amor! Você sofrerá muitas mudanças, mas com paciência vai conseguir superá-las e se preparar para a tão esperada chegada do seu baby! Existem muitos livros, programas de TV, blogs, etc, que tratam sobre a gravidez, se envolva com esse universo, não vai faltar assuntos para aprender e tentar se preparar da melhor forma possível.

logo-babycoach-colorida